Loreena McKennitt - Dante's Prayer

quarta-feira, agosto 10, 2005

Mensagem para Viviene


Querida Viviene,

Hoje decidi expressar-te o que me vai na Alma. Revelar-te o que este teu velho Companheiro, de percursos, quantas vezes enviesados pelos labirintos da Vida, de há muito vem sentindo, tendo por companhia a solidão da minha Utopia de transformar esta Terra num aprazível Éden onde o Amor e o Companheirismo fossem sublimados entre todos os seres que por aqui permanecem.

Tive momentos de grande Felicidade, como aqueles em que consegui sentar ao redor daquela enorme mesa, dezenas, centenas, de Cavaleiros, que durante muito tempo permaneceram de costas voltadas, derramando inutilmente o Sagrado Sangue Fraterno.

Deleitava-me com os olhos brilhantes do meu querido e amado Pupilo, em animadas, por vezes acaloradas conversas, com os seus Cavaleiros. Lancelot, sempre fiel ao seu grande Amigo Arthur sentava-se sempre a seu lado.

Foram tempos em que estivemos muito próximos de alcançar a Utopia. A concepção da grande Mesa, obrigava aqueles homens a olharem-se olhos nos olhos, sem hierarquias entre eles, tratando respeitosamente, mas de igual para igual, o seu querido Arthur.

Tão inebriado fiquei, com o sabor daqueles momentos fraternos, que não fui capaz de discernir os maus tempos vindouros que se aproximavam. A pouco e pouco, os Amigos foram quebrando os seus laços e seguiram outras rotas.

Só então este teu velho Companheiro, acordou do torpor que lhe tinha invadido o Corpo e a Alma. Não, ainda não estava tudo perdido. Ainda era possível juntar de novo os Irmãos desavindos. Ainda era possível caminhar juntos ao encontro da Utopia.

Continuei a Lutar pela convicção dos meus Sonhos, ainda que o Verão estivesse quase a atingir o seu Ocaso e o Outono se aproximasse em largas passadas.

Consegui ainda algumas vitórias. Mas o sabor amargo dos ponteiros do tempo a rodarem em sentido inverso, a pouco e pouco, foi toldando de negras nuvens a doçura do meu Sonho.

De quando em vez cruzávamos os nossos caminhos. E este Ser que sempre conheceste forte e combativo, ao penetrar no brilho dos teus belos olhos, ficava completamente envolvido com o seráfico odor emanado pela tua íris.

Abandonava-me em Ti como um pássaro de asas feridas suplicando-te o bálsamo do teu Amor para as sarar.

Conhecedora da minha vulnerabilidade perante Ti, tocavas-me ao de leve, acariciando-me a barba salpicada de prata e beijando-me suavemente.

Aprisionaste-me, após teres apropriado os meus mais íntimos segredos, que eu perante o delírio em que me envolvias te revelava.

Mas sabes uma coisa querida Viviene? Este velho tonto não se arrepende de nada. Tudo o que fiz, mesmo os erros que cometi foi por Amor aos meus Irmãos de Jornada. Àqueles que eu pretendia que caminhassem comigo em direcção à Utopia.

E aqui estou, já ultrapassado o Solstício do Outono, atravessando mais um momento de dúvidas e desencantos. Com o Corpo acusando cansaço e o Espírito envolvido por catadupas nebulosas que toldam o meu Eu, tal como os cristais embaciados através dos quais só conseguimos ver ténues luzes difusas, projectando sombras desconexas que nos barram o Caminho.

Só. Com o turbilhão das ondas da incerteza, que cada vez com mais frequência afoga o meu Âmago e me dificulta o respirar do pulsar da Vida.

Mas não te preocupes em demasia com este teu velho Companheiro. O Outono prossegue o seu Caminho. Estou certo que ultrapassarei o Solstício de Inverno, afastando as ondas que me submergem.

É possível, que um dia destes te diga que renovei forças para prosseguir a minha jornada rumo à Utopia dos meus Sonhos e, se quiseres, caminharás ao meu lado.

Merlin

Comentários Alternativos - Haloscan:

|


Comments:
A utopia é uma realidade...
 
Brilhante, Fernando. Obrigado por estes momentos. Um abraço.
 
De repente até pensei que estava a ler algum excerto da Marion Zimmer Bradley e as suas "Brumas de Avalon"...
 
Querido Fernando....Sinto nas tuas palavras alguma desilusão e um baixar de braços momentâneo....sei que isso passa porque és um guerreiro pela vida, pelo amor fraterno.....logo regressas com mais vigor e esperanças renovadas.
Nem sempre estou presente, mas sei que dai sentes o meu carinho e admiração. Não pude deixar passar sem te deixar esta mensagem, de esperança e partilha.....Um beijo muito grande, amigo.
 
"É possível, que um dia destes te diga que renovei forças para prosseguir a minha jornada rumo à Utopia dos meus Sonhos e, se quiseres, caminharás ao meu lado."

Já está dito, Fernando, só falta caminhar.

Nunca percas de vista a Utopia.

:)
 
Que linda mensagem, amigo Fernando... A vida é mesmo luta constante... eu também sonho com um mundo melhor de amor e compreensao do homem pelo homem e talvez por isso tenha compreendido tao bem esta "Mensagem a Viviene" que tao belamente nos apresentastes hoje!
Deixo-te sorrisos e flores e esperanças de dias intensamente felizes neste mundo em que vivemos!
 
Olá!
Come senti esta mensagem!... Na pele, no coração, na alma... Utopia! Tudo é uma utopia...nós somos uma utopia. Mas força, porque ela nasce e morre dentro de nós e renasce a cada ilusão...
Aquele abraço!
 
Caminha sempre pois sendo como és forças nunca te faltarão.
 
Fernando,
Tanto sentimento expresso aqui nesta mensagem.
Parece-me também haver alguma resignação perante os sonhos e as utopias da vida.
Mas julgo que sonhar e lutar pelas coisas por muito que sejam utopicas nos faz sentir vivos,e isso é das coisas mais importantes na vida.
Continua em força a sonhar e a lutar por aquilo que te pode parecer utopico.
Abraço.
 
Adorei,Fernando,está divino...li-o,reli...um arrepio e um doce sabor,ficam...que bem que escreves!
Um beijo
ana
 
Nem sabes como te compreendo...amigo!

É possível que umdia destes
e sem dares por isso
te encontrem, te dão a mão e façam
o caminho contigo.

Beijos
Teresa
 
Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

* Apelo para a Humanidade *

* Lista de Subscritores *



Contacta-me:
contacta-me
Fala comigo:
hotmail

Visitantes desde
13/07/2004:

web stats
Blogarama - The Blog Directory

Arquivos
  • Julho 2004
  • Agosto 2004
  • Setembro 2004
  • Outubro 2004
  • Novembro 2004
  • Dezembro 2004
  • Janeiro 2005
  • Fevereiro 2005
  • Março 2005
  • Abril 2005
  • Maio 2005
  • Junho 2005
  • Julho 2005
  • Agosto 2005
  • Setembro 2005
  • Outubro 2005
  • Novembro 2005
  • Dezembro 2005
  • Janeiro 2006
  • Fevereiro 2006
  • Março 2006
  • Abril 2006
  • Maio 2006
  • Junho 2006

  • Entradas Recentes
  • Lendas Arturianas
  • As Rosas de Hiroxima e Nagasaki
  • Eu e a Blogosfera
  • Burbujas de Amor
  • As Fotos de Ognid
  • Vou ser "tri" Avô
  • Nova Imagem
  • Os Girassóis e a Grande Reportagem
  • A Ética e a Blogosfera
  • Obrigado Amigas/os !
  • Sugestão de Visitas

  • Notícias da Amadora
  • Voz das Beiras
  • Voz das Beiras - Blogs
  • Este Blog apoia esta campanha
  • Associação Animal
  • INTERVALO - GRUPO DE TEATRO
  • Os Sítios do Arco-da-Velha
  • PobrezaZero
  • Associação Gaita de Foles
  • Registe o seu e-mail para ser avisado
    dos mais recentes textos deste Blog



    powered by Bloglet


    Linkar este Blog?
    Fraternidade

    Se deseja linkar este blog com esta imagem por favor copie este código




    O meu Amigo muito especial


    Image hosted by Photobucket.com

    Também escrevo aqui:


    Redescobrir
    Joy Division

    15,00 Euros
    Para encomendar clica na imagem

  • Mundo Bizarro

  • Estúdio de Dança

  • Castelo de Thor
  • O Portal da História
  • Round Table
  • Cancro da Mama


  • Free Photo Albums from Bravenet.com
    Free Photo Albums from Bravenet.com

    Estou no Blog.com.pt

    Fases da Lua
     

    velocimetro


    More blogs about lusomerlin.blogspot.com

    eXTReMe Tracker

    Are you talkin' to me?

    BlogRating