Loreena McKennitt - Dante's Prayer

sexta-feira, agosto 05, 2005

As Rosas de Hiroxima e Nagasaki



Seis de Agosto de 1945. Nove de Agosto de 1945.

“Uma única bomba atómica foi lançada por um avião norte-americano sobre a cidade japonesa de Hiroxima. Numa fracção de segundo, dos 250 mil habitantes da cidade, cerca de 100 mil haviam morrido, ou estavam moribundas. Num raio de dois quilómetros do centro da explosão, tudo foi destruído. Para os sobreviventes, cem mil dos quais com ferimentos resultantes da explosão e muitos desde já condenados à morte pelas doses de radiação sofridas, o que se seguiu foi um autêntico Inferno (descrito de forma terrivelmente eficaz pelo jornalista John Hersey, numa reportagem para a revista New Yorker, mais tarde publicada em forma de livro). Três dias após Hiroxima, a cidade de Nagasaqui era igualmente vítima do terror nuclear. O número total de mortos de ambas as explosões ascendeu a mais de 200 mil. Ainda hoje, meio século volvido, mais de 300 mil pessoas sofrem os efeitos da radiação.

As bombas atómicas de Hiroxima e Nagasaqui constituem um dos crimes maiores da História da Humanidade. Mas nunca os seus autores americanos pediram desculpas ou se arrependeram dos seus actos. A mitologia oficial norte-americana sempre justificou esta barbaridade alegando que as armas atómicas eram necessárias para forçar o Japão à rendição e para poupar as vidas de soldados americanos. E desculpa-se com os crimes do Império militarista japonês na sua guerra de agressão na Ásia. Que as explosões nucleares fossem necessárias para pôr fim à Guerra é desmentido pela insuspeita opinião de Churchill, que na sua história da Segunda Guerra Mundial afirma: "seria errado supôr que o destino do Japão foi decidido pela bomba atómica. A sua derrota era já certa antes da primeira bomba cair". Convém relembrar que a guerra na Europa havia terminado três meses antes, com a derrota da Alemanha Nazi, e que as forças armadas japonesas estavam já em recuo generalizado. Alguns milhares de soldados americanos terão sido poupados. Mas, em contrapartida, centenas de milhar de civis japoneses perderam a vida. As bombas nucleares foram lançadas sobre cidades, não sobre alvos militares. Quem pagou pelos crimes do fascismo japonês foi o povo do Japão. O então Imperador Hirohito, pai do actual Imperador japonês, nem sequer perdeu o trono. As tropas de ocupação americanas que governaram directamente o Japão nos primeiros tempos do pós-guerra, e que escreveram mesmo a nova Constituição do país, garantiram-lhe o lugar.


As verdadeiras razões do crime atómico não residem tanto na Segunda Guerra Mundial, que entrara já na sua fase conclusiva, quanto na nova ordem mundial do pós-guerra e na Guerra-fria que norte-americanos e ingleses estavam já a preparar. Numa colectânea recente de textos históricos sobre o caso – Hiroshima’s Shadow, Pamphleteer’s Press, citada pela revista norte-americana The Nation – o General Leslie Groves, chefe do Projecto Manhattan (o Projecto norte-americano de concepção e fabrico das primeiras bombas atómicas) confirma esta tese, afirmando: "O verdadeiro objectivo da construção da bomba era o de subjugar os Soviéticos". Daí a "necessidade" de uma utilização "exemplar" da arma atómica, que mostrasse a todo o mundo o terrível potencial destrutivo de que os EUA eram (então) os únicos a dispor. O povo japonês seria uma mera cobaia destes desígnios imperiais.


Importa não esquecer Hiroxima e Nagasaqui. Por respeito para com as vítimas, e para assegurar que nunca mais o ser humano volte a viver o pesadelo das armas nucleares. Os últimos meses (1998) desmentiram claramente a tese de que a "queda do Muro" haveria de pôr fim ao pesadelo nuclear. Os muito publicitados ensaios nucleares da França, China, Índia e Paquistão, os quase silenciados "ensaios sub-críticos" de norte-americanos e russos (que mereceram protestos veementes do Presidente da Câmara de Hiroxima, ignorados pela comunicação social mundial), a denúncia pelo Ministro da Defesa grego de que a Turquia está a construir armas nucleares (France Presse, 23.7.98), a conhecida – mas ignorada pelo amigo americano – posse de armas nucleares por Israel, o programa secreto do governo dos EUA para a construção duma nova geração de armas nucleares (The Guardian Weekly, 24.8.97) são tudo factos que confirmam que o perigo nuclear está na ordem do dia e que a luta contra as armas nucleares tem de tornar-se de novo uma prioridade dos povos do mundo. —
Jorge Cadima


Todas as formas de terrorismo devem ser condenadas. Já neste século, em Nova York, Madrid, Londres, etc., morreram milhares de pessoas inocentes, vítimas de ataques sanguinários e cobardes. No meu extenso artigo,
Sementes de Violência, aqui publicado no passado dia 5 de Julho, tentei, através de alguns exemplos históricos, demonstrar as causas que estão na génese de actos violentos.

Existem os executores e os mandantes de tais actos. As mãos que lançaram as bombas sobre Hiroxima e Nagasaki, foram guiadas por gente de muita responsabilidade no seu país e perante a Humanidade. Os mandantes ou mentores de semelhantes crimes devem ser julgados e condenados pelos seus actos. A maioria dos responsáveis por acções criminosas na década de 40 do passado século já faleceu, impunemente, sem que tenham sido julgados pelos seus actos.

Mas a Historia repete-se. E as grandes potências, com especial destaque para os Estados Unidos da América, continuam a cometer crimes de vária ordem contra a Humanidade e de igual modo, impunemente.

Se os chefes terroristas possuem meios logísticos, eles foram colocados à sua disposição pelos “senhores do Mundo”, repito, com um grande destaque pelos USA. Uma Nação que produziu John Steinbeck, William Faulkner, Ernest Hemingway e tantos outros valores, também tem gerado autênticos monstros. Seres desprezíveis, responsáveis pelo genocídio de milhões de Seres Humanos. Não são só os USA? Pois não, mas estes há muito que se assumiram como o pináculo da pirâmide do eixo do mal.

Quantas Hiroximas e Nagasakis estarão para acontecer? Até quando a maioria dos Seres Humanos vão permitir que um punhado de algozes da Humanidade a conduza à sua destruição?

Curvemo-nos perante as Rosas de Hiroxima e Nagasaki. Lembremo-nos das bombas de napalm lançadas sobre o Vietname e tantos outros lugares do globo.

Só cumpriremos a nossa missão de “pessoas de bem” quando dermos a nossa quota-parte para que as Rosas retornem ao Vermelho da sua pureza, impedindo a negrura do sangue imposto pelos algozes da Humanidade.


Comentários Alternativos - Haloscan:

|


Comments:
Um saltinho aqui a esta casinha amiga só para desejar tudo de bom. Estou atarefadíssimo nesta altura do campeonato, e mal dá para colocar uns postezitos.
Bom fim de semana.

Aquele abração do
Zecatelhado
 
60 anos se passaram... O Poema de Vinicius fica ouro sobre azul no contexto deste seu post. Felicito-o pelo trabalho conseguido. Maria do Céu.
 
Parabens, Fernando..Tens aqui um texto fabuloso. Abraços. Fernanda
 
Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

* Apelo para a Humanidade *

* Lista de Subscritores *



Contacta-me:
contacta-me
Fala comigo:
hotmail

Visitantes desde
13/07/2004:

web stats
Blogarama - The Blog Directory

Arquivos
  • Julho 2004
  • Agosto 2004
  • Setembro 2004
  • Outubro 2004
  • Novembro 2004
  • Dezembro 2004
  • Janeiro 2005
  • Fevereiro 2005
  • Março 2005
  • Abril 2005
  • Maio 2005
  • Junho 2005
  • Julho 2005
  • Agosto 2005
  • Setembro 2005
  • Outubro 2005
  • Novembro 2005
  • Dezembro 2005
  • Janeiro 2006
  • Fevereiro 2006
  • Março 2006
  • Abril 2006
  • Maio 2006
  • Junho 2006

  • Entradas Recentes
  • Eu e a Blogosfera
  • Burbujas de Amor
  • As Fotos de Ognid
  • Vou ser "tri" Avô
  • Nova Imagem
  • Os Girassóis e a Grande Reportagem
  • A Ética e a Blogosfera
  • Obrigado Amigas/os !
  • Jantar em Fraternidade
  • Um ano na Blogosfera
  • Sugestão de Visitas

  • Notícias da Amadora
  • Voz das Beiras
  • Voz das Beiras - Blogs
  • Este Blog apoia esta campanha
  • Associação Animal
  • INTERVALO - GRUPO DE TEATRO
  • Os Sítios do Arco-da-Velha
  • PobrezaZero
  • Associação Gaita de Foles
  • Registe o seu e-mail para ser avisado
    dos mais recentes textos deste Blog



    powered by Bloglet


    Linkar este Blog?
    Fraternidade

    Se deseja linkar este blog com esta imagem por favor copie este código




    O meu Amigo muito especial


    Image hosted by Photobucket.com

    Também escrevo aqui:


    Redescobrir
    Joy Division

    15,00 Euros
    Para encomendar clica na imagem

  • Mundo Bizarro

  • Estúdio de Dança

  • Castelo de Thor
  • O Portal da História
  • Round Table
  • Cancro da Mama


  • Free Photo Albums from Bravenet.com
    Free Photo Albums from Bravenet.com

    Estou no Blog.com.pt

    Fases da Lua
     

    velocimetro


    More blogs about lusomerlin.blogspot.com

    eXTReMe Tracker

    Are you talkin' to me?

    BlogRating