Loreena McKennitt - Dante's Prayer

domingo, janeiro 16, 2005

Apelo para a Humanidade

Tivemos a tristeza de ver recentemente o Tsunami, causando uma grande destruição e vitimando um número inconcebível de pessoas em sete países da Ásia. Sabemos que esse tipo de facto é um acontecimento natural, porém havemos de analisar e acrescentar que a intensidade desse tsunami mostra-nos claramente que o desequilíbrio ambiental é, incontestavelmente, potencializador de forças naturais deste porte. Cabe a nós, definitivamente, uma reflexão séria sobre o assunto e buscarmos maneiras mais correctas de lidarmos com o espaço que vivemos, para que não sejamos nós os responsáveis por catástrofes desta natureza.

Nós blogueiros, propomos desde já, unirmo-nos em um alerta para a humanidade, e implantarmos cada um de nós, a nosso modo e em nosso ambiente, medidas práticas de mudanças!

É tempo de se falar abertamente. É tempo de se abordarem as questões em profundidade e não de forma restritiva. É tempo enfim, de se falar a sério sobre a questão ambiental e ecológica. Sobre a humanidade!

E com razão. É que cada vez mais se toma consciência de que o combate pela preservação, não tem fronteiras, não é regionalizável e de que a resposta ou é global ou não será resposta.

As chuvas ácidas, o efeito de estufa, a poluição dos rios e dos mares, a destruição das florestas, não têm azimute nem pátria, nem região. Ou se combatem a nível global ou ninguém se exime dos seus efeitos.

As pessoas ainda respiram. Mas por quanto tempo?

Os desertos ainda deixam que reverdejem alguns espaços estuantes de vida. Mas vão avançando sempre.

Ainda há manchas florestais não decepadas nem ardidas. Mas é cada vez mais grave o deficit florestal.

Ainda há saldos de crude por extrair, de urânio e cobre por desenterrar, de carvão e ferro para alimentar as grandes metalurgias do mundo. Mas à custa de sucessivas reduções de reservas naturais não renováveis.

Na sua singeleza, o caso é este:

Até agora temos assistido a um modelo de desenvolvimento que resolve as suas crises crescendo cada vez mais. Só que quanto mais se consome, mais apelo se faz à delapidação de recursos naturais finitos e não renováveis, o que vale por dizer que não é essa uma solução durável, mas ela mesma finita em si e no tempo que dura. Por outras palavras: é ela mesmo uma solução a prazo.

Significa isto que, ou arrepiamos caminho, ou a vida sobre a terra está condenada a durar apenas o que durar o consumo dos recursos naturais de que depende.

Não nos iludamos. A ciência não contém todas as respostas. Antes é portadora das mais dramáticas apreensões.

O que há de novo e preocupante nos dias de hoje, é um modelo de desenvolvimento meramente crescimentista – pior do que isso, cegamente crescimentista – que gasta o capital finito de preciosos recursos naturais não renováveis, que de relativamente escassos tendem a sê-lo absolutamente. E se podemos continuar a viver sem urânio, sem ferro, sem carvão e sem petróleo, não subsistiremos sem ar e sem água, para não ir além dos exemplos mais frisantes.

Daí a necessidade absoluta de uma resposta global. Tão só esta necessidade de globalização das respostas, dá-nos a real dimensão do problema e a medida das dificuldades das soluções. Lêem-se o Tratado de Roma, O Acto Único Europeu e mais recentemente as conclusões da Conferência de Quioto, do Rio de Janeiro e Joanesburgo, onde ficou bem patente a relutância dos países mais industrializados, particularmente dos Estados Unidos, em aceitar a redução do nível de emissões. Regista-se a falta de empenhamento ecológico e ambiental das comunidades internacionais e dos respectivos governos, que persistem nas teses neoliberais onde uma economia cega desumanizada e sem rosto acabará por nos conduzir para um beco sem saída.

Por outro lado todos temos sido incapazes de uma visão mais ampla e intemporal. Se houver ar puro até ao fim dos nossos dias, quem vier depois que se cuide!... e continuamos alegremente a esbanjar a água do cantil.

Será que o empresário que projectou a fábrica está psicológica ou culturalmente preparado para aceitar sem sofismas nem reservas as conclusões de uma avaliação séria do respectivo impacto ambiental?
Mesmo sem sacrificar os padrões de crescimento perverso a que temos ligados os nossos hábitos, há medidas a tomar que não se tomam, como por exemplo:

  • Levar até ao limite do seu relativo potencial o uso da energia solar e da energia eólica.
  • Levar até ao limite a preferência da energia hidráulica sobre a energia térmica.
  • Regressar à preferência dos adubos orgânicos sobre os adubos químicos.
  • Corrigir o excessivo uso dos pesticidas.
  • Travar enquanto é tempo a fúria do descartável, da embalagem de plástico, dos artigos de intencional duração.
  • Regressar ao domínio do transporte ferroviário sobre o rodoviário.
  • Repensar a dimensão irracional do transporte urbano em geral e do automóvel em particular.
  • Repensar, aliás, a loucura em que se está tornando o próprio fenómeno do urbanismo.
  • Reformular a concepção das cidades e das orlas costeiras


  • Dito de outro modo: a moda política tende a ser, um constante apelo às terapêuticas de crescimento pelo crescimento. È tarde demais para desconhecermos que, quando a produção cresce, as reservas naturais diminuem.

    Há porém um fenómeno que nem sempre se associa ás preocupações da humanidade. Refiro-me à explosão demográfica.

    Com mais ou menos rigor matemático, é sabido que a população cresce em progressão geométrica e os alimentos em progressão aritmética. Assim, em menos de meio século, a população do globo cresceu duas vezes e meia !...
    Nos últimos dez anos, crescemos mil milhões!... Sem grande esforço mental, compreendemos aonde nos levará esta situação.

    Se é de um homem mais sensato e responsável que se precisa, um homem que olhe amorosamente para este belo planeta que recebeu em excelentes condições de conservação e está metodicamente destruindo; de um homem que jure a si mesmo em cadeia com os seus semelhantes, fazer o que for preciso para que o ar permaneça respirável, que a água seja instrumento de vida e dela portadora, e os equilíbrios naturais retomem o ciclo da auto sustentação, empenhemo-nos desde já nessa tarefa, com persistência e determinação.


    Se é a continuação da vida sobre a terra que está em causa, e em segunda linha a qualidade de vida, para quê perder mais tempo?...

    Por isso apelamos a todos quantos se queiram associar a este movimento pela preservação Natureza, pela Paz e pelo desenvolvimento harmonioso da Humanidade, para subscreverem este Apelo.

    Ao fazê-lo estamos a afirmar a nossa cidadania, enquanto pessoas livres, que olham com preocupação o futuro da Humanidade, o futuro dos nossos filhos!



    Lista de Subscritores


    Idiomas

    EnglishDeutsch Español Français

    Comentários Alternativos - Haloscan:

    |


    Comments:
    Associei-me a esta iniciativa, acabei de pôr o Apelo para a Humanidade no Longe da Multidão.
    Dou-lhe o meu contacto se deixar o seu no Longe.
    Abraço
    Paulo
     
    Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
     
    Amigo Fernando, junta mais dois subscritores por favor.
    A TMara
    http://estranhosdias.blogspot.com/
    e a Thita
    http://abcdosmiudos.blogspot.com/

    Obrigado.
    A gente vê-se por aqui.
     
    Acho que o blog "Afixe" não consta da Lista de subscritores. Não se esqueça de juntar, porque também publicou.
    Os meus agradecimentos.
     
    Já está Fernando e um abraço!
    vai estar tambem no blog e um amigo: OSSOBO!
     
    Estava convencido que já tinha aderido !!!
    Por Favor Fernando !

    Obrigado
    Finurias
     
    Aí está Fernando, mostremos que nos importamos com a Vida e com o Mundo...
    um abraço!
     
    Não pude colocar ontem á noite, mas já lá está. Beijo e bom domingo
     
    Venho felicitá-lo pela oportuna iniciativa. Farei também dela eco, no meu modesto blog.
     
    Olá Fernando, publiquei o texto esta noite, mas reparei agora que clicando na bandeira espanhola o texto está em alemão.
    beijo da Mar Revolto
     
    Olá Fernando, publiquei agora o texto.
    na BICA e no SENDA DOCE. BJS.
     
    Olá Fernando. Estou com tentativas frequentes, nestas últimas 2 horas, para publicar o texto no Sapo. Não abre. Vou continuar persistindo. Vamos ver se me deixam. Um bjo. Amita //brancoepreto.blogs.sapo.pt
     
    Ainda não sei linkar mas quero subscrever o Apelo, Fernando. Vou pedir ajuda mas entretanto pode acrescentar-me à lista? um beijinho e obrigada
     
    Fernando, acabei de publicar neste meu outro blog que, como poderás ver, tem o mesmo nome. No Sapo está tudo bloqueado (edição de posts e comentários). Bjo Amita
     
    Caro, já postei e coloquei links em destaque na Agrande Fauna e no Imagens de Marrocos.

    Sou obviamente subscritor, em relação à malta que subscrever nos meus blogs depois mando-te via mail a lista.

    Abraço fraterno,

    Bin_Tex
     
    Como me torno subscritora? O que tenho que fazer? Help!
    Também quero apelar!
    Beijinhos ****
     
    fernando, já rectifiquei o link nos dois blog's. no surdez do papel há um comment que julgo ser importante leres.

    abraços,

    joão g.
     
    http://o.politico.vai.nu

    tb subscreveu.

    Mário Teixeira
     
    Gostava de subscrever o apelo tb; linkei-o a partir do Afixe, onde o li.
     
    Fernando,
    Estive fora e só agora pude colocar o texto no meu blogue, mas aqui ainda é dia 16. Então não estou atrasada, não é?
    O texto ficou muito bom. Alegro-me por fazer parte dessa iniciativa. Só não consegui colocar todo o texto no meu blogue porque ele tem limite de caracteres. Coloquei uma parte com o link para o texto integral.
    Um beijo enorme!
     
    Juntar mais 2 a este apelo!

    http://couveroxa.blogspot.com/
    http://cantapiriquitocanta.blogspot.com/
     
    vou fazer o link práqui
    Um grande abraço HOMEM!!!
     
    A Fraternidade já está linkada lá para as bandas Do Portugal Profundo. Por textos destes e outros. Parabéns!
     
    Fernando parece que a publicação do Apelo foi um êxito.
    Parabéns pela inciativa.
    Aproveito para informar que por motivos operacionais aquestaocontinuada mudou de casa com o nome de Klepsidra. Nada de enganos.
    Um abraço. Augusto
     
    Mais uma! Elvira, da Tabacaria. http://tabac.blogspot.com/ e claro, link, mais texto traduzido em francês! Um abraço.
     
    Outra que postou e não aparece a assinatura:
    MRF, Divas & Contrabaixos, Portugal
    Boa iniciativa!
     
    Fernando, embora atrasado mas estou convosco. Diz-me por e-mail como fazer para linkar o apelo nos "poemas de amor e dor" de resto já o venho fazendo há muito na defesa da Amazónia
    Um abraço rogério
     
    ...acompanhavas-nos nesta ilusão?...

    beijinho*.
     
    Agora é enviar para os sebastiões-que-vão-fazer-crescer-este-país o guião.
    Antes que encham a tua caixa do correio com as promessas deles.

    Um abraço.
     
    Fernando coloquei o link em destaque ...acho. Abraço!
     
    Olá Fernando.passo para deixar o meu abraço. a luta fraterna pelas boas causas faz-se e continua Amigo :)
     
    Passo para te dar um abraço de simpatia pela situação do teu irmão, que desejo melhore rapidamente.
    Um beijo amigo.
     
    Por um mundo melhor conta comigo. Beijos
    Ofeliazinha
    www.ofeliazinha.weblog.com.pt
     
    Espero que esta fase dificil por que estar a passar por causa do teu irmão acabe em bem.
    Abraço.
     
    Fernando, não descobri como assinar a lista, mas conte com meu apoio. Deméter e-mail: kumara@ih.com.br
     
    betania comenta:

    Meus amigos, esta vossa "corrente" é uma óptima
    ideia, só que eu tenho tentado...e nunca consegui
    entrar para a vossa lista. Penso que falta algo na
    "sinalização" e também acho que há mais pessoas com
    a mesma dificuldade.

    Força! Salvemos o que é de todos nós!
    betania
    http://betanices.blogs.sapo.pt - PORTUGAL
     
    tardei em publicar o apelo por motivos de força maior, mas já lá está no versusediversus.
    bjos
     
    Vous avez un blog très agréable et je l'aime, je vais placer un lien de retour à lui dans un de mon blogs qui égale votre contenu. Il peut prendre quelques jours mais je ferai besure pour poster un nouveau commentaire avec le lien arrière.

    Merci pour est un bon blogger.
     
    Enviar um comentário

    << Home

    This page is powered by Blogger. Isn't yours?

    * Apelo para a Humanidade *

    * Lista de Subscritores *



    Contacta-me:
    contacta-me
    Fala comigo:
    hotmail

    Visitantes desde
    13/07/2004:

    web stats
    Blogarama - The Blog Directory

    Arquivos
  • Julho 2004
  • Agosto 2004
  • Setembro 2004
  • Outubro 2004
  • Novembro 2004
  • Dezembro 2004
  • Janeiro 2005
  • Fevereiro 2005
  • Março 2005
  • Abril 2005
  • Maio 2005
  • Junho 2005
  • Julho 2005
  • Agosto 2005
  • Setembro 2005
  • Outubro 2005
  • Novembro 2005
  • Dezembro 2005
  • Janeiro 2006
  • Fevereiro 2006
  • Março 2006
  • Abril 2006
  • Maio 2006
  • Junho 2006

  • Entradas Recentes
  • Seis meses na Blogosesfera
  • Alerta para a Humanidade II
  • Alerta para a Humanidade
  • Solstício da Esperança
  • O MOSTRENGO DE SANTA COMBA
  • Às Crianças do Meu País
  • O Milagre de Ann Sullivan
  • Amor e Raiva
  • Cinco Meses na Blogoesfera
  • Negro e Vermelho
  • Sugestão de Visitas

  • Notícias da Amadora
  • Voz das Beiras
  • Voz das Beiras - Blogs
  • Este Blog apoia esta campanha
  • Associação Animal
  • INTERVALO - GRUPO DE TEATRO
  • Os Sítios do Arco-da-Velha
  • PobrezaZero
  • Associação Gaita de Foles
  • Registe o seu e-mail para ser avisado
    dos mais recentes textos deste Blog



    powered by Bloglet


    Linkar este Blog?
    Fraternidade

    Se deseja linkar este blog com esta imagem por favor copie este código




    O meu Amigo muito especial


    Image hosted by Photobucket.com

    Também escrevo aqui:


    Redescobrir
    Joy Division

    15,00 Euros
    Para encomendar clica na imagem

  • Mundo Bizarro

  • Estúdio de Dança

  • Castelo de Thor
  • O Portal da História
  • Round Table
  • Cancro da Mama


  • Free Photo Albums from Bravenet.com
    Free Photo Albums from Bravenet.com

    Estou no Blog.com.pt

    Fases da Lua
     

    velocimetro


    More blogs about lusomerlin.blogspot.com

    eXTReMe Tracker

    Are you talkin' to me?

    BlogRating