Loreena McKennitt - Dante's Prayer

domingo, agosto 29, 2004

Do Alto da Minha Janela

Nota Prévia: Este texto foi escrito e publicado no Jornal Noticias da Amadora, no principio dos anos 70. Antes da Revolução de Abril:

Do Alto da Minha Janela

Hoje, como em outros dias, quando o horário profissional o permite, pela manhã, deste quarto andar, banhado pelo Tejo e pelos odores da brisa petrolífera que nos chega ali de Cabo Ruivo, inundando o interior das casas, desta cidade de ar viciado, que provoca nos seus habitantes um constante enjoo e mal-estar interior, depois de o ter recusado ao Tejo, o meu olhar deteve-se mais uma vez no portão do prédio em frente.

Lá estava ela. Dezenas e dezenas de pontas de cabelo apontadas nas mais variadas direcções. Muito, muito hirtas. Cabelo ruçado, cor mal definida (natural ou poeira acumulada?). Agora vejo-lhe o rosto. Cara quadrada, maçãs salientes, nariz grosso... não, não lhe distingo os olhos. Estatura média, pernas arqueadas e coxeia um pouco. As vestes são sempre as mesmas. Azul, negro, cinzento?. A saia vai quase ao tornozelo em pernas nuas.

Toque, que toque e os caixotes bem catados. Um já está e o segundo saco já vai a meio. Levanta, agacha e aquelas mãos vão percorrendo os detritos da urbe.

Agora chega o carro do lixo. Sem preocupações de estilo, os almeidas saltam pesadamente, deixando o cheiro pestilento (que já não os incomoda) do lixo triturado. Espalham-se pelas portas. Um destes pobres diabos, já há algum tempo que faz a corte à triste trapeira. E este burguesinho cá de cima a bisbilhotar tudo.

Têm longas conversas. O tempo não tem horas, que importa! Desajeitadamente, ele pousa as mãos calosas sobre aquela conversada de ocasião. Puxa-a para si e deposita-lhe beijos na cara. Ela nada recusa. Passa gente?. E eles que se importam?. As mãos do homenzinho descem um pouco, beliscam, entretêm-sem em rudes caricias. A reciprocidade de cheiros não os repele. Pois até isso os junta, não é verdade?. E assim passam uns bocados, suponho que agradáveis, até que o carro do lixo começa a afastar-se lentamente e eles se separam. Ele corre para o carro e ela fica, continuando a acondicionar aqueles despejos, seu ganha pão.

A porteira do prédio costuma dar-lhe um púcaro com café e um naco de pão. E com o muro servindo de mesa, a trapeira, lentamente, mastiga o pão e sorve o café.

E eu cá de cima, impassível, a assistir, do alto da minha janela. Não, não sei o que é que comecei a senti agora. Esta sensação estranha de vazio que me percorre interiormente, provoca-me um certo mal-estar que não suporto. Ah! Já sei... estou com fome.
Mudo, despeço-me da trapeira e dos seus sacos e fecho a janela. Na cozinha esperava-me o café instantâneo, o pão doce que os meus sogros me trouxeram de Coimbra e creio até, que a minha mulher ainda ontem comprou uns bolos secos. O melhor é ir verificar na boleira...

Fernando Bizarro

Comentários Alternativos - Haloscan:

|


sexta-feira, agosto 27, 2004

Um Sonho Freudiano

Beijo os teus olhos em silencio, percorrendo o veludo da tua pele. Sinto o pulsar da Primavera do teu corpo, que transporta a minha etapa Outonal, numa regressão do Tempo, ao fulgor de uma Juventude plena de emoções, perdida no espaço físico, mas mantida e bem guardada no arquivo do meu espirito.

O Amor permanece, puro, vencendo todas as encruzilhadas da Vida. E as pulsões de que tanto nos falou Freud, são transportadas do meu inconsciente, passando pelo "pré", renovando-se, ficando bem guardadas no consciente da minha memória.

Um Sonho Freudiano que permanece Vivo!

Comentários Alternativos - Haloscan:

|


quinta-feira, agosto 26, 2004

Ser Poeta

Ser Poeta
É sentir a Vida
Navegando
Nos Sonhos
Do nosso
Imaginário


É interiorizar
A mensagem
De alguém
Que nos ama
Com a fragrância
De uns olhos
Que invadem
A nossa Alma


Ser Poeta
É a Verdade
De corpos
Rolando
Em qualquer
Parte
Sem cuidar
Métricas, engenho
Ou Arte!


Para lualil. Uma resposta ao seu belo poema "Nao sou poeta". Com toda a Fraternidade deste lado do Mar.


Comentários Alternativos - Haloscan:

|


terça-feira, agosto 24, 2004

Mulher sempre Menina

Queria fazer-te
Um poema
Mulher
Sempre
Menina

Mas não encontro
As palavras

Chamar-te bela ?
Beijar tuas mãos?
Amar-te?

Que sabe
Um poeta
Solitário caçador
Senão vergar-se
E render-te
Amor?!!!




Dedico este projecto de poema a todas as Mulheres que estão passando por momentos de desencontro com a Vida. Particularmente a alguém, que num lugar verdejante, está pairando por entre as Brumas, em busca dos seus Sonhos.


Comentários Alternativos - Haloscan:

|


segunda-feira, agosto 23, 2004

Poema para Monalisa

Os teus olhos
São a esperança
De um Desejo
Os Sonhos
Em que navegas
Pairando por
Entre as Brumas
Com o teu
Cavalo Alado
Perscrutando
Os Deuses
Do Olimpo
Na busca
Do Caminho
Para o encontro
Do teu
Imaginário


Para Monalisa, com todo o carinho, uma resposta ao seu poema
"Os meus olhos".

Comentários Alternativos - Haloscan:

|


sexta-feira, agosto 20, 2004

Olá, tudo bem? - parte 2

Eu até nem sou leitor assíduo do Correio da Manhã, talvez influenciado pelos tempos em que a sua direcção estava confiada ao Dr. Vítor Direito. Mas isto é outra conversa. Vamos ao que interessa.

Zé Maria continua a ser noticia, infelizmente por maus motivos. Já escrevi sobre ele num texto anterior e para não me repetir, hoje, só quero levantar aqui a seguinte questão:

Sabemos que quando um indivíduo é maior e está na posse plena das suas faculdades psíquicas, pode solicitar uma alta hospitalar, devendo, apesar disso, o respectivo responsável clinico, ponderar devidamente em tal decisão.

Eu já aqui manifestei, em pelo menos dois textos, o meu apreço e gratidão, ao conjunto de profissionais que me trataram de forma tão eficazmente profissional e humana, em vários internamentos no Hospital de S. Francisco Xavier. Por isso e não pretendendo fazer juízos de intenção, fiquei estupefacto, com a notícia da alta Hospitalar do Zé Maria decidida por alguém do Hospital Curry Cabral. É no mínimo estranho, porque, quem tenta suicidar-se, não ficará em 24 ou 48 horas com um regular desempenho homeostatico. Por outras palavras, as suas faculdades psíquicas não estarão aptas para um regular desempenho perante o mundo externo.

Por hoje fico por aqui. É possível que volte ao tema Zé Maria muito em breve. Porque há coisas que tenho engasgadas na garganta por dizer...

Comentários Alternativos - Haloscan:

|


quinta-feira, agosto 19, 2004

O Visionário


Voando por entre as Brumas de Avalon, montado no seu Pegasus, o Visionário procura incessantemente descortinar a Verdade, da Fantasia dos seus Sonhos...

Comentários Alternativos - Haloscan:

|


quarta-feira, agosto 18, 2004

Olá, tudo bem?



O que leva uma pessoa a cometer, um acto tão desesperado, como o suicídio?.

Zé Maria inspirou muita simpatia, entre as diversas e designadas, classes sociais.

O seu carinho para com os animais; a sua postura conciliadora perante os seus companheiros; a imagem de um jovem simples, sem pretensões de afirmação, perante aquilo a que habitualmente chamo, os valores superficiais da vida.

Estou de acordo, com analise que o Dr. Nuno Nodim, psicólogo que acompanhou as quatro edições do programa Big Brother, quando afirma "que a perda da fama não é suficiente para justificar o suicídio e que muitos outros motivos podem levar a este estado".

Pode não ser esse o motivo e talvez não o seja. Mas o comportamento externo que o Zé Maria, exibia, desde que começou a ser conhecido, denotava, na minha modesta opinião, uma grande luta interior, travada durante o seu desenvolvimento, desde que nasceu, no Alentejo profundo.

São muito positivas as manifestações de simpatia e solidariedade, quando alguém começa a ser famoso, ainda que por uns dias ou meses. Situações efémeras. Tal como o azeite na água, após isso, o que vem ao de cima, é a triste realidade de uma sociedade, onde na sua grande maioria, os seus membros, não param para pensar no porquê das coisas.

E depois temos os muitos Zé Marias ou Marias José, vivendo os seus dramas interiores, mesmo ao nosso lado, quando é tão simples poisar-mos a nossa mão no ombro de alguém e dizer-mos:

"Olá, tudo bem?".

Comentários Alternativos - Haloscan:

|


sábado, agosto 14, 2004

As Algemas da Vergonha

Não tenho qualquer simpatia pelo Carlos Silvino. Nem antipatia...

O "Bibi", como é designado, muitas das vezes, não estudou em colégios de elite.

O Carlos Silvino, não nasceu em "berço de ouro".

As suas más acções terão certamente de ser punidas. Mas, penso que o Colectivo que o julgar, deve ter em conta, todas as variáveis, inerentes ao seu desenvolvimento, desde que nasceu.

O "Bibi" é, o produto do meio social em que se desenvolveu.

Porque ele não nasceu em "berço de ouro"; não estudou em colégios de elite; não é um colunavel do lixo social. Porque ele, talvez nunca se tenha apercebido do significado das palavras: Amor e Dignidade Humana.

Talvez, ou certamente por isso, foi o único, dos presumíveis arguidos, que apareceu algemado, nas centenas ou milhares de imagens que nos foram exibidas.

Por tudo isto, eu designo-as pelas Algemas da Vergonha. Da hipocrisia da nossa sociedade.

Comentários Alternativos - Haloscan:

|


quinta-feira, agosto 12, 2004

CÁLICE - Dedicado à memoria do meu Pai

Pai, afasta de mim esse cálice
Pai, afasta de mim esse cálice
Pai, afasta de mim esse cálice
De vinho tinto de sangue

Como beber dessa bebida amarga
Tragar a dor, engolir a labuta
Mesmo calada a boca, resta o peito
Silêncio na cidade não se escuta
De que me vale ser filho da santa
Melhor seria ser filho da outra
Outra realidade menos morta
Tanta mentira, tanta força bruta

Como é difícil acordar calado
Se na calada da noite eu me dano
Quero lançar um grito desumano
Que é uma maneira de ser escutado
Esse silêncio todo me atordoa
Atordoado eu permaneço atento
Na arquibancada p'ra a qualquer momento
Ver emergir o monstro da lagoa

De muito gorda a porca já não anda
De muito usada a faca já não corta
Como é difícil, pai, abrir a porta
Essa palavra presa na garganta
Esse pileque homérico no mundo
De que adianta ter boa vontade
Mesmo calado o peito, resta a cuca
Dos bêbados do centro da cidade

Talvez o mundo não seja pequeno
Nem seja a vida um fato consumado
Quero inventar o meu próprio pecado
Quero morrer do meu próprio veneno
Quero perder de vez tua cabeça
Minha cabeça perder teu juízo
Quero cheirar fumaça de óleo diesel
Me embriagar até que alguém me esqueça

Letra e música: Gilberto Gil e Chico Buarque

Comentários Alternativos - Haloscan:

|


quarta-feira, agosto 11, 2004

Indiana Jones em busca das "cassetes perdidas"

Não percam os próximos episódios insertos num Jornal, numa Rádio, num Canal de Televisão, num Café, num Salão de Cabeleireiro, etc., etc., etc., ... perto de si!

Ah, é verdade: Penso que terei de acrescentar ao meu texto anterior, a Irmandade das Cassetes... ou terão estas, já feito os percursos Iniciáticos de alguma das outras Irmandades???

Triste País, Dr. Pacheco Pereira. Pelo menos nessa expressão estou inteiramente de acordo consigo.

Comentários Alternativos - Haloscan:

|


segunda-feira, agosto 09, 2004

As Irmandades

Da Cruz; do Crescente; do Esquadro e do Compasso; da Rosa; dos Cavaleiros de várias Ordens. Etc., etc., etc..

Sinais , Sinalinhos, Sinalefas...

Os Deuses do Olimpo, contemplam a triste Comédia da Humanidade.

E os nossos Sonhos de Liberdade, Igualdade e Fraternidade, vão-se confundindo por entre as Brumas...

Comentários Alternativos - Haloscan:

|


sábado, agosto 07, 2004

Daniel, 5 anos de Vida!

O Daniel completa hoje 5 anos de Vida.

De férias na Beira Alta com os outros Avós, restou-nos a consolação de o acarinharmos através do telemóvel. O calor e os quase 300 km de viagem, não aconselham este paciente, militante, do foro cardio respiratório, mas sempre na luta, a arriscar mais uma crise de consequências imprevisíveis.

O Daniel é o nosso neto mais novo. Para ele e para o André, 9 anos, que se reuniu, ontem, em conjunto com os Pais, ao seu mano mais novo, toda a ternura e Amor destes Avós babados.

Comentários Alternativos - Haloscan:

|


quinta-feira, agosto 05, 2004

Menino Azul - pequeno Príncipe por uns dias..

Ontem, 4 de Agosto, vi na SIC mais uma reportagem sobre o pequeno Emanuel, que, por razões dramáticas, é tristemente conhecido por Menino Azul.

Na reportagem, para além de recordarem todo o sofrimento por que essa Criança tem passado e da árdua luta que a sua Mãe tem travado para lhe proporcionar as melhores condições possíveis, o que implica, para além do seu grande esforço físico, um substancial encargo financeiro, que rondará por cerca de mil euros mensais, falaram-nos de uma iniciativa de uma Jovem, no Algarve, para sensibilizar as pessoas acerca de tão grave problema.

A iniciativa da citada Jovem, resultou, entre outras coisas, na oferta por uma unidade hoteleira, para o alojamento do pequenino Emanuel e da sua Mãe, durante o tempo de permanência em Faro, onde aquela Jovem, conseguiu uma banca com fins solidários, na Feira do Livro naquela cidade.

Um Principesinho, por uns dias...

É louvável o gesto solidário dessa Jovem e de muitas outras pessoas que se têm interessado pelo caso do pequeno Emanuel. São iniciativas, sem dúvida muito meritórias, mas não resolvem o âmago da questão.

O Estado, tem obrigação de zelar pelo bem estar dos seus cidadãos. Não pode, nem deve assumir uma atitude de laxismo permanente, fugindo ou alheando-se das suas responsabilidades, endossando a resolução dos problemas sociais, para a sociedade civil, fomentando a caridadezinha.

No nosso Portugal, como por todo o Mundo, existem muitos principezinhos, esquecidos, humilhados, utilizados como carne para canhão ou para fins escabrosos, pela mente devassada de muitos adultos.

E já agora um recado para os senhores da governação deste País: Pão, Saúde e Educação, são uma prioridade para qualquer Estado que se diz de Direito e de pessoa de Bem. Algumas das verbas orçamentadas, por exemplo, para o ministério do Dr. Portas, iriam de certeza, contribuir para a resolução de muitos problemas sociais que afligem a nossa população.

Para o pequeno Príncipe Emanuel, assim como para todos os outros por esse Mundo fora, desejo que a Comunidade Cientifica, assim como os senhores do nosso planeta, concentrem todos os seus esforços, no estudo e na pesquisa, de tudo, o que possa proporcionar bem estar e dignidade ao Ser humano.

Comentários Alternativos - Haloscan:

|


quarta-feira, agosto 04, 2004

Internautas - Estudo Psicológico

Uma jovem Amiga madrilena, sociologa, deu-me a conhecer o texto abaixo, publicado pelo jornal espanhol EL MUNDO.

Porque o considerei interessante e pertinente, publico-o aqui. Penso que todos entenderão o castelhano.


ESTUDIO PSICOLÓGICO

Profesional, aficionado, perturbador y adicto, perfiles del usuario de Internet. EFE.

SALAMANCA - Profesionales, aficionados, perturbadores y adictos son los cuatro tipos de internautas, según un estudio de la Universidad de Salamanca dirigido por el profesor de Personalidad y Tratamiento Psicológico José Luis Fernández Seara, que tiene entre sus objetivos la investigación para la intervención en casos de adicción.El documento, denominado 'Perfiles de Personalidad Diferenciales de los Usuarios de Internet', señala que estudios descriptivos permiten atribuir patrones de conducta y ciertos rasgos específicos a los internautas, aunque se trata de una clasificación por grupos que no es exclusiva ni independiente.

Los profesionales son definidos como aquéllos que dedican largos periodos de su tiempo de trabajo al uso y manejo del ordenador y de Internet para conseguir información, crear contenidos o programas, y si bien esto puede crear adicción, "lo más común es que con el tiempo ese trabajo se pueda convertir en algo pesado y causar cierto hastío, tedio y desencanto".

En segundo lugar aparecen los aficionados, sujetos interesados en la Red por sus contenidos y para lograr propósitos, hacer intercambios o socializar, "pero todo en un marco de normalidad, sin establecer demasiados lazos ni que se creen interferencias en el desarrollo normal de sus actividades y obligaciones".

Una tercera categoría psicológica es la de los perturbadores, un grupo heterogéneo que, según el estudio, incluye a sujetos que por motivos distintos emplean Internet para perjudicar, molestar, aprovecharse y causar daños y problemas a otros usuarios.

Por último, el informe se refiere a los adictos como aquellos individuos que "dependen y piensan demasiado en Internet, que interfiere en el desarrollo normal de su vida, actividades y obligaciones, y que sienten la necesidad de incrementar el tiempo de conexión al ordenador".

Este tipo de usuario sufre síndrome de abstinencia, disminuye el tiempo de actividad física, cambia los patrones del sueño y busca compensaciones que no encuentra fácilmente en su vida cotidiana, como estimulación social, afiliaciones y reconocimiento, refiere el estudio.

Dentro de este grupo aparece una serie de sujetos que los investigadores denominan "patológicos", y que son aquellas personas que aunque presentan claras diferencias entre ellos, se caracterizan por una serie de rasgos de personalidad problemáticos: ansiedad, timidez, inestabilidad, vulnerabilidad, introversión, por tener posibles problemas sentimentales y grandes dificultades de relación social en su vida cotidiana.


Comentários Alternativos - Haloscan:

|


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

* Apelo para a Humanidade *

* Lista de Subscritores *



Contacta-me:
contacta-me
Fala comigo:
hotmail

Visitantes desde
13/07/2004:

web stats
Blogarama - The Blog Directory

Arquivos
  • Julho 2004
  • Agosto 2004
  • Setembro 2004
  • Outubro 2004
  • Novembro 2004
  • Dezembro 2004
  • Janeiro 2005
  • Fevereiro 2005
  • Março 2005
  • Abril 2005
  • Maio 2005
  • Junho 2005
  • Julho 2005
  • Agosto 2005
  • Setembro 2005
  • Outubro 2005
  • Novembro 2005
  • Dezembro 2005
  • Janeiro 2006
  • Fevereiro 2006
  • Março 2006
  • Abril 2006
  • Maio 2006
  • Junho 2006

  • Entradas Recentes
  • FERNANDO ...Uma homenagem No dia 24 de Junho, um ...
  • ... (continua) Colocado por Fernando B. 21.05.200...
  • Os três Pastorinhos (II)
  • Os três Pastorinhos (I)
  • Um ano e dez meses na Blogosfera
  • Eles lá sabem porquê…
  • Até sempre, Companheiro Vasco
  • VIVA O PRIMEIRO DE MAIO!
  • Olhar da Imprensa - 25 de Abril de 1974
  • E Depois do Adeus
  • Sugestão de Visitas

  • Notícias da Amadora
  • Voz das Beiras
  • Voz das Beiras - Blogs
  • Este Blog apoia esta campanha
  • Associação Animal
  • INTERVALO - GRUPO DE TEATRO
  • Os Sítios do Arco-da-Velha
  • PobrezaZero
  • Associação Gaita de Foles
  • Registe o seu e-mail para ser avisado
    dos mais recentes textos deste Blog



    powered by Bloglet


    Linkar este Blog?
    Fraternidade

    Se deseja linkar este blog com esta imagem por favor copie este código




    O meu Amigo muito especial


    Image hosted by Photobucket.com

    Também escrevo aqui:


    Redescobrir
    Joy Division

    15,00 Euros
    Para encomendar clica na imagem

  • Mundo Bizarro

  • Estúdio de Dança

  • Castelo de Thor
  • O Portal da História
  • Round Table
  • Cancro da Mama


  • Free Photo Albums from Bravenet.com
    Free Photo Albums from Bravenet.com

    Estou no Blog.com.pt

    Fases da Lua
     

    velocimetro


    More blogs about lusomerlin.blogspot.com

    eXTReMe Tracker

    Are you talkin' to me?

    BlogRating