Loreena McKennitt - Dante's Prayer

domingo, agosto 29, 2004

Do Alto da Minha Janela

Nota Prévia: Este texto foi escrito e publicado no Jornal Noticias da Amadora, no principio dos anos 70. Antes da Revolução de Abril:

Do Alto da Minha Janela

Hoje, como em outros dias, quando o horário profissional o permite, pela manhã, deste quarto andar, banhado pelo Tejo e pelos odores da brisa petrolífera que nos chega ali de Cabo Ruivo, inundando o interior das casas, desta cidade de ar viciado, que provoca nos seus habitantes um constante enjoo e mal-estar interior, depois de o ter recusado ao Tejo, o meu olhar deteve-se mais uma vez no portão do prédio em frente.

Lá estava ela. Dezenas e dezenas de pontas de cabelo apontadas nas mais variadas direcções. Muito, muito hirtas. Cabelo ruçado, cor mal definida (natural ou poeira acumulada?). Agora vejo-lhe o rosto. Cara quadrada, maçãs salientes, nariz grosso... não, não lhe distingo os olhos. Estatura média, pernas arqueadas e coxeia um pouco. As vestes são sempre as mesmas. Azul, negro, cinzento?. A saia vai quase ao tornozelo em pernas nuas.

Toque, que toque e os caixotes bem catados. Um já está e o segundo saco já vai a meio. Levanta, agacha e aquelas mãos vão percorrendo os detritos da urbe.

Agora chega o carro do lixo. Sem preocupações de estilo, os almeidas saltam pesadamente, deixando o cheiro pestilento (que já não os incomoda) do lixo triturado. Espalham-se pelas portas. Um destes pobres diabos, já há algum tempo que faz a corte à triste trapeira. E este burguesinho cá de cima a bisbilhotar tudo.

Têm longas conversas. O tempo não tem horas, que importa! Desajeitadamente, ele pousa as mãos calosas sobre aquela conversada de ocasião. Puxa-a para si e deposita-lhe beijos na cara. Ela nada recusa. Passa gente?. E eles que se importam?. As mãos do homenzinho descem um pouco, beliscam, entretêm-sem em rudes caricias. A reciprocidade de cheiros não os repele. Pois até isso os junta, não é verdade?. E assim passam uns bocados, suponho que agradáveis, até que o carro do lixo começa a afastar-se lentamente e eles se separam. Ele corre para o carro e ela fica, continuando a acondicionar aqueles despejos, seu ganha pão.

A porteira do prédio costuma dar-lhe um púcaro com café e um naco de pão. E com o muro servindo de mesa, a trapeira, lentamente, mastiga o pão e sorve o café.

E eu cá de cima, impassível, a assistir, do alto da minha janela. Não, não sei o que é que comecei a senti agora. Esta sensação estranha de vazio que me percorre interiormente, provoca-me um certo mal-estar que não suporto. Ah! Já sei... estou com fome.
Mudo, despeço-me da trapeira e dos seus sacos e fecho a janela. Na cozinha esperava-me o café instantâneo, o pão doce que os meus sogros me trouxeram de Coimbra e creio até, que a minha mulher ainda ontem comprou uns bolos secos. O melhor é ir verificar na boleira...

Fernando Bizarro

Comentários Alternativos - Haloscan:

|


Comments:
Fernando, tenho que voltar aqui com calma... você escreve muuuito bem!!! Ontem, na chácara. minha prima estava o elogiando e comentando a respeito de um post. Hoje vim doida para ler... mas vou ter que procurar nos arquivos. Mil beijos e obrigada! Deméter
 
Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

* Apelo para a Humanidade *

* Lista de Subscritores *



Contacta-me:
contacta-me
Fala comigo:
hotmail

Visitantes desde
13/07/2004:

web stats
Blogarama - The Blog Directory

Arquivos
  • Julho 2004
  • Agosto 2004
  • Setembro 2004
  • Outubro 2004
  • Novembro 2004
  • Dezembro 2004
  • Janeiro 2005
  • Fevereiro 2005
  • Março 2005
  • Abril 2005
  • Maio 2005
  • Junho 2005
  • Julho 2005
  • Agosto 2005
  • Setembro 2005
  • Outubro 2005
  • Novembro 2005
  • Dezembro 2005
  • Janeiro 2006
  • Fevereiro 2006
  • Março 2006
  • Abril 2006
  • Maio 2006
  • Junho 2006

  • Entradas Recentes
  • Um Sonho Freudiano
  • Ser Poeta
  • Mulher sempre Menina
  • Poema para Monalisa
  • Olá, tudo bem? - parte 2
  • O Visionário
  • Olá, tudo bem?
  • As Algemas da Vergonha
  • CÁLICE - Dedicado à memoria do meu Pai
  • Indiana Jones em busca das "cassetes perdidas"
  • Sugestão de Visitas

  • Notícias da Amadora
  • Voz das Beiras
  • Voz das Beiras - Blogs
  • Este Blog apoia esta campanha
  • Associação Animal
  • INTERVALO - GRUPO DE TEATRO
  • Os Sítios do Arco-da-Velha
  • PobrezaZero
  • Associação Gaita de Foles
  • Registe o seu e-mail para ser avisado
    dos mais recentes textos deste Blog



    powered by Bloglet


    Linkar este Blog?
    Fraternidade

    Se deseja linkar este blog com esta imagem por favor copie este código




    O meu Amigo muito especial


    Image hosted by Photobucket.com

    Também escrevo aqui:


    Redescobrir
    Joy Division

    15,00 Euros
    Para encomendar clica na imagem

  • Mundo Bizarro

  • Estúdio de Dança

  • Castelo de Thor
  • O Portal da História
  • Round Table
  • Cancro da Mama


  • Free Photo Albums from Bravenet.com
    Free Photo Albums from Bravenet.com

    Estou no Blog.com.pt

    Fases da Lua
     

    velocimetro


    More blogs about lusomerlin.blogspot.com

    eXTReMe Tracker

    Are you talkin' to me?

    BlogRating